Bons motivos para não reclamar

O tema aborda algo que muito me incomoda no comportamento da maioria de nós brasileiros: a mania de reclamar de tudo, assim mesmo em vermelho, para chamar a sua atenção. Além de ser uma forma de se conectar com uma energia horrível, a reclamação, é algo muito desagradável, popularmente conhecido como uma “coisa chatérrima“. E quem, em sã consciência, gosta de algo chato. Vamos fazer uma brincadeira de procurar e descobrirmos que, ao final, temos muito poucos motivos para tal.

Tomates Brasileiros
Imagem/Reprodução: Wall Street Oasis

Senão vejamos: temos um clima propício para uma agricultura pujante (hoje mesmo acabei de ver no G1 que, agricultores do Paraná sob a alegação de que, “o custo de colher e levar até os centros, as ceasas, acaba ficando muito caro, então é preferível já jogar fora …..”, estão utilizando tratores para destruir a plantação. E aí fica a pergunta: por que ao invés de destruir, não doaram?

Em um mundo em que uma em cada nove pessoas, vai dormir com fome, isso é de um absurdo intolerável. O Brasil é o único país do mundo que consegue ter safras, duas vezes ao ano!

Em matéria de desastres climáticos, somos abençoados, com praticamente nenhuma incidência de vulcões, furações (nem pensar), tsunamis, guerras que provoquem o êxodo de pessoas como estamos assistindo acontecer em países como a Síria, para citar apenas um. As guerras religiosas, que estão destruindo famílias inteiras e acabando com a existência e o futuro de muitas nações!

A linda Floresta Amazônica do Brasil
Imagem/Reprodução: GetMe Travelled

Temos uma grande parte da floresta Amazônica em nosso território, com uma riqueza imensa, na flora, fauna, rios, plantas medicinais comprovadamente eficazes, como por exemplo: o guaraná (um energético natural), copaíba (produz um óleo com propriedades antibiótica, anti-inflamatória e anti-cancerígeno), andiroba (anti-inflamatório, cicatrizante, estimulante e antianêmico), para citar apenas algumas.

Como gosto muito de conversar, conhecer pessoas, aqui e acolá vejo que na maioria das vezes, àquelas consideradas as mais privilegiadas financeiramente, são as que mais reclamam e reclamam até de não ter do que reclamar. Ufa! Haja paciência.

Vou dar uma sugestão, sabendo que desde logo, muitos irão reclamar quando lerem este artigo: ao invés de reclamar, tentemos exercer o doce ofício de agradecer por tudo que temos, pois, o simples fato de estarmos vivos já é motivo mais do que suficiente para agradecer. Se olharmos à nossa volta, iremos nos deparar com pessoas com gravíssimos problemas de saúde, sem acesso a um mínimo para sobreviver, crianças abandonadas (mas que conseguem superar tal circunstância e dar a volta por cima), comunidades onde nem mesmo há saneamento básico, idosos em asilos (em muitos casos relegados pela família), mas que mesmo assim não ficam se lamentando.

Pessoas insatisfeitas com a vida e com a família
Imagem/Reprodução: Responsible Budget Coalition

Por outro lado, conheço pessoas com muito dinheiro, saúde, acesso a ensino de qualidade, morando em verdadeiros paraísos, com poder aquisitivo altíssimo, excelente emprego, reclamando de tudo: da fila, do marido, dos filhos, da comida, dos estabelecimentos comerciais que frequentam, do carro último modelo que acabaram de ganhar. E, são capazes, se não tiverem do que reclamar, olharem no espelho dizendo: poxa, poderia estar melhor, mais bonita.

Alguns hão de se perguntar, e será que “ela” não reclama nunca? Considerando que sou uma simples mortal, claro que tenho meus dias de “fúria”. Porém, é algo pontual, e que não permito que faça parte do meu dia a dia e sabem o porquê? Porque, a vida é muito curta, para que eu me permita ser infeliz, tenha pena de mim mesma e me dê ao “luxo” de ver os anos passando, sem tentar de verdade, tirar da vida o melhor, superar os obstáculos, as tristezas – por vezes, bem escondidinha, me permito sentir saudade de pessoas amadas que já se foram – principalmente dos meus pais, e chorar!

Acredito que, devemos focar na solução e não no problema, a exemplo de muitos que, mesmo com sérias dificuldades, como vemos todos os dias através dos noticiários, e até com pessoas próximas de nós que perdem seu emprego, sofrem acidentes seríssimos que deixam sequelas graves, perdem pessoas queridas, mas seguem adiante e com grande nobreza, desprendimento ainda conseguem ajudar outros em pior situação.

Motivos para você não reclamar de tudo!
Imagem/Reprodução: Trainer Bubble

É àquela conhecida história popular, daquele que reclama por não ter sapatos e, olhando ao seu redor, se depara com aquele que não tem pés, e mesmo assim traz um sorriso no rosto e agradece por estar vivo, do que reclama do emprego, da empresa na qual trabalha, mas se esquece de muitos que em meio a falta deste, gostariam de estar no seu lugar, dos filhos que reclamam dos pais e dos pais que reclamam dos filhos, enquanto muitos sequer conheceram os seus e dariam tudo para tê-los por perto para dar e receber carinho.

Olhemos a vida por um lado mais positivo, amemos mais (toda forma de amor vale a pena, diz àquela música popular), sejamos gratos pelos que podemos ajudar e aos que nos ajudaram também, busquemos a felicidade dentro de nós mesmos, pois, ela habita dentro de cada um, esperando uma chance de que saibamos reconhecê-la e nos permitirmos abrir os braços para ela.

Se cada cidadão fizer a sua parte, ou seja, ao invés de reclamar passar a compartilhar: conhecimento, amor, solidariedade, um sorriso, um abraço, participar de campanhas para apoiar o ensino, a construção de hospitais públicos (educação e saúde é um direito de todos), ler um livro para idosos, incentivar os jovens a se profissionalizar, com certeza, constituiremos uma sociedade mais justa e humana, sem tanta lamentação, e com mais resultados.

Sonia Maria

Meu nome é Sonia Maria, sou carioca, com muito orgulho, advogada, empresária. Nas horas vagas adoro ler bons livros, dançar, viajar, namorar. E sou uma pessoa bastante obstinada, sei ser paciente, aliás, a paciência, é fundamental para que não desistamos dos nossos objetivos.