Como mudar o mindset após a pandemia?

Por que será que temos a tendência de, muitas vezes, só darmos valor ao que perdemos ou aquilo que nos é proibido por alguma circunstância alheia a nossa vontade? A constatação dessa tendência do Ser Humano, está evidenciada face essa Pandemia. Senão vejamos: quanto de nós que moramos próximo as praias, damos valor a isso? Sequer frequentamos as praias ou nos damos conta da beleza do mar, da delícia de receber a brisa marinha em nossa pele.

Porém, agora, diante da dura realidade de um isolamento imposto por uma Pandemia, nos damos conta de quanto perdemos, da nossa indiferença pelas dádivas recebidas. Um simples passeio de bicicleta, uma caminhada pelo calçadão, levar as crianças para brincar na Pracinha do bairro, tomar um delicioso sorvete naquela carrocinha do bairro, frequentar os quiosques a beira-mar, parece simples, não? É simples, mas uma simplicidade que se tornou um verdadeiro luxo, algo inalcançável para nós simples mortais.

E aí, me vem um pensamento que alguns julgarão despido de fundamento: será que quando tudo isso passar, a humanidade terá aprendido uma lição, ou seja, a de que tudo isso aconteceu para nos tornarmos pessoas melhores? Será que iremos aprender a dar valor as maravilhas das dádivas da natureza que DEUS nos legou? E, muito importante, será que iremos aprender a compartilhar, a nos colocarmos no lugar do outro, nos libertando de um dos piores sentimentos que existem, o Egoísmo, dando lugar a um dos sentimentos capaz de curar os males do corpo e da alma, o Amor.

Pelo que me é dado saber, através de conversas com outras pessoas, amigos, familiares e, até mesmo pelos noticiários, felizmente, isso tudo que está acontecendo, está servindo para mudar para melhor, a maneira de encarar o mundo, de olhar para o outro, de olhar para dentro de si mesmo, de dar mais valor a necessidade de sermos solidários, ao invés de solitários e egoístas, de que amar faz um bem enorme, do carinho, como faz falta um simples abraço e que quando procuramos nos tornar pessoas melhores, o Universo conspira à nosso favor e, desse modo, todos temos a ganhar.

Se tivermos consciência plena de que não viemos ao mundo a passeio, mas sim para aprendermos e ensinarmos que a vida é uma via de mão dupla, onde todos podemos ganhar mesmo que para isso precisemos perder, para que ganhemos mais adiante, então todo esse momento dessa terrível pandemia, terá um sentido de mostrar uma nova realidade: a de que nem tudo está perdido e que podemos nos tornar pessoas melhores, para um mundo melhor e muito mais feliz, pleno em amor e prosperidade e que temos a obrigação de nos unirmos, seguindo aquele conhecido adágio popular de que, a União, nos faz mais fortes e melhores.

Sonia Maria

Meu nome é Sonia Maria, sou carioca, com muito orgulho, advogada, empresária. Nas horas vagas adoro ler bons livros, dançar, viajar, namorar. E sou uma pessoa bastante obstinada, sei ser paciente, aliás, a paciência, é fundamental para que não desistamos dos nossos objetivos.