Nature #07: Grand Canyon

Pessoal, vamos iniciar nossa aventura, por um lugar que muitos gostariam de conhecer por ser bastante comentado por sua grandeza, e que o levou a ser considerado, como das sete maravilhas naturais do mundo, sendo um dos pontos turísticos mais visitados por milhares de turistas anualmente, gerando receita para as cidades e populações ribeirinhas ao seu redor.

Mundo - Grand Canyon
Fonte da imagem: National Geographic

O primeiro estrangeiro a “descobrir” essa maravilha da natureza, foi o espanhol Garcia Lopez de Cardenas em 1540. Porém, a primeira expedição científica ao desfiladeiro foi dirigida pelo Major John Wesley Powell no final da década de 1870.

Ele fez ao local, uma referência bastante interessante, às rochas sedimentares expostas no desfiladeiro, ele as denominou de “páginas de um belo livro de histórias”, Entretanto, a área já era ocupada por nativos americanos que estabeleciam povoados ao longo do desfiladeiro, como os hopi.

O Grand Canyon encontra-se no território dos Estados Unidos da América e, o seu vale foi formado pelo rio Colorado durante milhares de anos à medida que as águas percorriam o seu leito, aprofundando-o ao longo de 446 km. O rio chega a medir entre 6 e 29 km de largura e chega a atingir profundidades de 1600 metros.

Compreendendo o Grand Canyon

Grand Canyon Informação
Fonte da imagem: National Geographic

O Grand Canyon é um daqueles monumentos da natureza que deixam a qualquer um que o conheça, impressionado pelas suas proporções, considerando que tem 276 milhas ou 446 quilômetros em comprimento, 9 a 18 milhas ou 15 a 29 km de largura e mais de 1 milha ou 1,6 km de profundidade.

O Grand Canyon tem três “Rims”, dois deles são: South Rim e North Rim, que ficam dentro do Grand Canyon National Park e o West Rim, que até pouco tempo era pouquíssimo explorado e está localizado dentro de uma reserva indígena. Todo esse esplendor da natureza, recebe uma média de 5 milhões de turistas todo o ano e fica no estado do Arizona.

O mais popular de todos eles e que mais recebe a maioria dos turistas, algo em torno de 90%, segundo a “National Parks Association” é o South Rim.

1- Como chegar no Grand Canyon?

Grand Canyon
Fonte da imagem: National Geographic

A maneira mais simples de chegar, é por via aérea, ir até uma cidade próxima, alugar um carro ou de excursão e ir até o Grand Canyon. Para o South Rim existem também outras opções: ir de trem, fazer um passeio de helicóptero ou ainda ir de avião até um aeroporto dentro do parque, mas estas opções são mais caras, ou seja, a aventura poderá estar ao seu alcance, porque existem opções para todos os bolsos.

Aproveito para enumerar as cidades mais próximas ao Grand Canyon que tem vôos regulares, a saber:

Flagstaff, Arizona (FGL), Phoenix, Arizona (PHX) e Las Vegas, Nevada (LAS). E, tem também a opção de trem, a Amtrak, que chega até Flagstaff, e ainda Shuttle para o Grand Canyon. Em há um outro passeio de trem com a Grand Canyon Rail Road, que é muito bonito, entre Williams, AZ e o Grand Canyon que pode ser feito em um dia, ao custo de US$70 ida e volta na classe econômica, US$140.00 na primeira classe, US$170.00 no Deck de observação e US$190.00 no Luxury Parlor

Grand Canyon
Fonte da imagem: National Geographic

Agora, aqui vai uma importante informação: menores de 15 anos somente são permitidos na classe econômica ou na primeira classe. Se quiserem ir do South Rim para o North Rim do Grand Canyon National Park de transporte público, o Trans Canyon Shuttle, faz uma viagem por dia em cada direção. O tempo total de viagem é de 4 1/2 hours em cada direção.

2 – E, quanto se paga para visitar o Grand Canyon?

Grand Canyon
Fonte da imagem: National Geographic

Para quem vai ao North ou South Rim, o Grand Canyon fica dentro do Grand Canyon National Park e, por essa razão, é necessário comprar um passe. Para os que optam por uma excursão, normalmente, o peço já está incluído no ticket. Porém, os que escolhem ir de carro, terão que pagar US$ 25.00, que se refere ao passe de 7 dias. Os que forem ao West Rim, irão desembolsar entre US$43.00 a US$80.00.

3 – Onde fica a Skywalk, no Grand Canyon, qual o custo dessa atração?

Grand Canyon Localização
Fonte da imagem: National Geographic

A Skywalk se localiza no West Rim, uma área fora do Parque Nacional e dentro da reserva indígena Hualapai, É necessário dirigir por uma estrada (Diamond Bar Road) que por cerca de 10 milhas/16 km, não possui pavimentação e, depois, estacionar no aeroporto Grand Canyon West.

No aeroporto, há um ônibus (shuttle) que o levará até os pontos turísticos do parque. Para se ter acesso a essa parte do Grand Canyon, o passe do National Park, não é aceito. Assim sendo, é preciso comprar um outro ticket. O visitante poderá optar por apenas àquele que o deixará entrar nessa parte do Canyon ou combinar com um outro para o Skywalk.

– Grand Canyon West “Legacy” – Ticket de entrada o Grand Canyon West – Custa US$43.05 para os adultos (incluindo taxas) e dá acesso a todos os pontos de interesse no Grand Canyon West, bem como ao estacionamento e um serviço de Shuttle (lançadeira) que para a cada 15 minutos em cada ponto.

Ticket para o Skywalk – preço: US$32.05 por adulto (incluindo taxas)

Em resumo: para visitar a Skywalk, o turista terá que gastar algo em torno de US$75,10. Com um detalhe: neste lugar não é permitida a presença de câmeras, celulares ou objetos pessoais. Motivo: segundo os responsáveis pela manutenção do local, é para “preservar o vidro”

4 – Qual a melhor época do ano para visitar o Grand Canyon?

Grand Canyon Visitação
Fonte da imagem: National Geographic

Pode ser visitado durante todo o ano, mas é preciso levar em consideração as condições climáticas e, em qual das temperaturas seu organismo se sente melhor (altas ou baixas). Como se situa no meio do deserto, a temperatura muda ao longo do dia e, à noite durante o ano.

No período do verão, ocasião em que o número de visitantes aumenta de forma considerável, a temperatura pode chegar aos 41 graus centigrados e, à noite baixar, ficando entre 16 a 27 graus centígrados. Recomenda-se a ingestão de bastante líquido, e a bem vinda companhia de um agasalho leve para a noite. O mês de junho, é o mais seco e os de julho e agosto com maior incidência de tempestades.

5 – Qual a temperatura média no Grand Canyon?

Temperatura Média - Grand Canyon
Fonte da imagem: National Geographic

Janeiro a março – entre 19 ºC/ 66 º a 5º C/41º F ; de março a julho – entre 41 ºC/106 F a 27ºC/ 81º F; de agosto a outubro 31º C/ 88 º F a 16 C /61 º F e de novembro a dezembro entre 19º C/ 66º F a 5º C/ 41º F

6 – Quais os melhores pontos para se ver o pôr-do-sol no South Rim?

Temperatura Média - Grand Canyon
Fonte da imagem: National Geographic

Na maior parte do Grand Canyon, é possível ver as cores mudando nos Canyons, mas em especial, o Hopi Point e Powell Point são os dois lugares onde se tem uma visão privilegiada do pôr-do-sol. Hopi Point, poderá ser a melhor escolha, desde que não se esteja acompanhado com crianças, idosos ou alguém com dificuldades de locomoção.

E, o porquê dessa recomendação: porque o Shuttle só funciona, no máximo, uma hora após o pôr-do-sol, não pára no Hopi Point e, o visitante terá que fazer o trajeto de volta para o Powell Point para utilizar do ônibus. No Powell Point a visão é deslumbrante.

7 – Onde se hospedar no South Rim?

Temperatura Média - Grand Canyon
Fonte da imagem: National Geographic

Se for ficar hospedado nas dependências do parque, no chamado Grand Canyon Village, sugiro reservar com antecedência no site do Grand Canyon Lodges. A Xanterra é a empresa que gerencia todas as acomodações no local, portanto, não há opções de preços diferenciados em outros sites.

Atenção: De acordo com as informações disponíveis todos os preços são para acomodações de até duas pessoas e, crianças até 16 anos não pagam, mas cada adulto adicional custa US$ 9.00.

Entretanto, se não quiser ficar nas dependências do parque, poderá se hospedar na cidadezinha de Tusayan, localizada a 2 km do Grand Canyon. O Bookin.com recomenda alguns hotéis, tais como: Holiday Inn Express, Best Western Premier, Canyon Plaza Resort, The Grand Hotel, Canyon Plaza Premier Studio and Apartments, Red Feather Lodge, Red Feather Hotel.

8 – O que fazer no South Rim?

South Rim - Grand Canyon
Fonte da imagem: National Geographic

Dependendo de sua disponibilidade de tempo, entre 1 a 3 horas, sugerimos estacionar próximo a Bright Angel Lodge, caminhar pela borda do Grand Canyon e aproveitar para lanchar ou se deliciar com um sorvete no Bright Angel Fountgain. E temos outras opções tais como: visitar o Yavapai, Yaki ou Matter points.

Se tiver tão somente, o tempo correspondente a metade de um dia, pegue o ônibus gratuito que faz a Hermit Rest Route (Rota Vermelha) e pare em alguns pontos. Não deixe de visitar Trilha do Tempo (Trail of Time) perto do Museu de Geologia Yavapai para ver e tocar as pedras de dentro do canyon. Aproveite para almoçar em um dos hotéis e, visitar o Hopi Center em frente ao El Tovar Hotel.

Então, relaxem e divirtam-se. O roteiro, fica como mais uma opção para o período de férias, que tradicionalmente tem seu ponto alto entre os meses de dezembro e fevereiro.

Bônus: Melhores Imagens da National Geographic:

Encerramos a nossa grande aventura por aqui… Até a próxima! 😉

Saiba mais: Confira a Série #Nature na íntegra!

Avaliem o Nature #07 nos comentários! 🙂
Próximo episódio: Nature #08: Clima…

Sonia Maria

Meu nome é Sonia Maria, sou carioca, com muito orgulho, advogada, empresária. Nas horas vagas adoro ler bons livros, dançar, viajar, namorar. E sou uma pessoa bastante obstinada, sei ser paciente, aliás, a paciência, é fundamental para que não desistamos dos nossos objetivos.


  • Muito bom o material publicado. Vossa blogueira deve estar se esforçando o bastante. Com frequência me actualizo no teu blog.

    Parabéns a blogueira Sonia!

    Abraço de Portugal! 🙂

    • Sonia Maria Custodio

      Boa noite, Paulo

      Estava sentindo falta de seus comentários no blog. Entretanto, fico feliz de saber que continua nos acompanhando.

      Abraços do Brasil!

      🙂 🙂 🙂

  • Lucas Andrade

    Ficou muito bom esse post! parabéns Sonia e Juan!!!

    • Sonia Maria Custodio

      Lucas, boa noite

      Obrigada, legal que tenha gostado.

      Abraços

      🙂 🙂 🙂

  • Show! Mais show mesmo, não só as imagens, como também o conteúdo publicado com frequência nesse blog (um dos melhores que conheço!)

    • Marcelly Custodio

      Concordo! É o melhor blog que já vi na vida (sério!).

      Abraços amiga Sonia Maria Custodio.

    • Sonia Maria Custodio

      André, boa noite

      Grata pelo incentivo, é esse tipo de comentário feito por você e, pelos demais leitores, que nos dão a garra necessária para continuar.

      Abraços
      🙂 🙂 🙂