Poluição e Olimpíadas, será que combinam?

A Copa perdida, o povo desanimado, a tristeza pelo tremendo vexame, enfim, pior impossível! Infelizmente, há algo bem pior e que, se não for cuidado, poderá trazer consequências catastróficas, esse “PIOR” atende por uma palavra bem conhecida de todos, mas a qual não estamos dando a devida atenção – Poluição.

Praia de Botafogo Enseada
Imagem/Reprodução: Juan de Souza

Precisamente, hoje, vamos falar de um dos cartões postais mais bonitos da nossa maravilhosa cidade, a enseada de Botafogo. A água, cheia de lixo de toda a espécie, a vida ali antes existente, nati-morta, repleta de peixes massacrados, pela ignorância e desamor do ser humano e, que se torna desumano quando tratamos, a Mãe Natureza, como uma Madrasta Cruel, da qual queremos distância e, se possível que a mesma esqueça da nossa existência.

E por que faço essa afirmação? Porque se tratássemos a Natureza, com o Amor e Respeito devido, não a agrediríamos, jogando lixo em suas águas, dejetos, permitindo que embarcações despejassem o óleo de seus motores, e toda a espécie de detritos.

A foto que ilustra esse artigo, é a constatação do que escrevo. Ora, depois do “desastre” da Copa, se não cuidarmos, teremos o “desastre” da Olimpíada, é a catástrofe anunciada de há muito tempo. Se teremos as provas utilizando embarcações, como fazê-lo em águas tão poluídas? E, indago: qual a razão das nossas “autoridades”, sobejamente cientes deste problemas não terem até agora, adotado as medidas necessárias para por fim a esse descalabro?

Praia de Botafogo
Imagem/Reprodução: Juan de Souza

A lição das obras inacabadas, mal feitas, dos estádios desnecessários, como por exemplo, o Mané Garrincha (aliás, grande craque) em Brasília, e que não tem qualquer tradição de jogos de futebol, um verdadeiro “elefante branco”, que consumiu milhões do nosso rico “dinheirinho”.

Em resumo: falta de planejamento, desperdício de dinheiro, desgaste da imagem do Brasil, mundo afora, despreparo, governo delegando poder a pessoas incompetentes e que deveriam primar pela eficiência e bom trato das verbas públicas.

Olha, uma coisa digo a vocês, ou tomamos a “estrada” da seriedade, da transparência, do bom trato com o dinheiro público, incluindo aí, um real comprometimento, com a determinação de seguirmos um caminho verdadeiramente honesto, contratando pessoas pelos seus méritos profissionais e não apenas por serem “afilhados” de algum político ou empresário “amigo”, e passaremos pelo o maior e pior dos vexames, o de perdermos para nós mesmos, face a incapacidade de reconhecermos nossos erros, e buscarmos acertar, quanto mais não seja pela suprema glória de provarmos para o Mundo, que conseguimos crescer na adversidade por sermos, acima de tudo, mais do que um povo, uma raça, que se orgulha de saber como reconstruir uma Nação.

Sonia Maria

Meu nome é Sonia Maria, sou carioca, com muito orgulho, advogada, empresária. Nas horas vagas adoro ler bons livros, dançar, viajar, namorar. E sou uma pessoa bastante obstinada, sei ser paciente, aliás, a paciência, é fundamental para que não desistamos dos nossos objetivos.