Terrorismo: o grande problema da atualidade

Terrorismo, definido como uma ação de violência, física ou psicológica, praticada por indivíduos, ou grupos políticos, contra pessoas, países, entidades, governos que não atendem as suas demandas ou vão de encontro a suas ideias. Porém, vamos olhar a questão do terrorismo de uma forma mais ampla, fora dos padrões habituais. Na definição, temos como mote principal, algo que no mundo atual faz parte do nosso dia a dia – a violência.

Terrorismo - problemas da atualidade
Imagem/Reprodução: The Daily Journalist

Sejamos sinceros: todos os dias, somos vítimas de um ato de terrorismo, senão vejamos: nas grandes e, até nas pequenas cidades, assaltos a pedestres, a veículos, caixas de bancos sendo explodidos, sequestros relâmpagos, para citar apenas alguns. E, não há como deixar de ver aí, o terror físico e psicológico tornando as nossas vidas um verdadeiro terror.

Na política, muitas vezes, indivíduos ou grupos políticos praticam o terrorismo, de forma insidiosa, lentamente vão minando a vontade das pessoas, sem que elas consigam se dar conta disso; querem um exemplo? Governos que sob o signo de benefícios sociais, mantém uma imensa parte da sociedade subjugada a eles como em um roteiro de cinema e/ou novela onde todos são imensamente gratos ao pseudo “mocinho”, que a todos salva dando-lhes o pão, ao invés de ajudá-los a pescar! Perfeito para os planos dos políticos que querem manter o maior número possível de pessoas se sentido gratas e, por isso, sem jamais reivindicarem melhorias na saúde, educação, segurança, transporte e até cultura e lazer.

Terrorismo - problemas da atualidade
Imagem/Reprodução: Business Insider

Os países com uma melhor perspectiva de vida, onde a sociedade se mobiliza em uma mesma direção, se empenhando para que prevaleça a igualdade social, não há muito espaço para os pseudos heróis que, na verdade, são os vilões da história, porque um povo bem informado, e com acesso a cultura de qualidade e boa educação, não é presa fácil de armadilhas.

Agora mesmo, vimos Londres, ser covardemente atacada em mais um episódio motivado pelo ódio daqueles que não conseguem aceitar uma cidade que simboliza os valores da democracia e liberdade. Na coletiva de imprensa, a Premier britânica, Theresa May, ao condenar o atentado, ressaltou que o “Way of Life” dos ingleses, simbolizado pela capital londrina “foi alvo daqueles que não compartilham esses valores”, o que a meu ver, fere de morte a filosofia do terrorismo: destruir, esmagar, o exemplo de uma sociedade que, na verdade, eles gostariam de ter.

Entidades que em sua essência pregam o amor a liberdade, a união entre pessoas e povos, combatendo, o preconceito de raça, credo, cor, idade e de gênero, são igualmente, um dos alvos preferidos do terror porquanto, o ódio, jamais conseguirá conviver com o amor, pois, se o primeiro divide e destrói o, segundo, une, derruba barreiras e constrói pontes para alcançar a prosperidade.

Terrorismo - problemas da atualidade
Imagem/Reprodução: Business Insider

O mais triste nessa trilha de filme de terror, é a capacidade dos grupos que comandam essa barbárie em cooptar pessoas para sua “causa” apregoada como “religiosa”, como se religião (que significa religar), seja desculpa para matar os “pecadores”, nada mais falso. E outros existem que, sob o pretexto de implantar um regime político onde todos são “iguais”, na verdade, plantam a desigualdade, incentivando uma mentalidade de que ao invés do trabalho, a “esmola” do assistencialismo travestido de caridade, é o único e melhor caminho para desfrutar das boas coisas da vida.

Combater o terrorismo, deve ser uma causa de todos os que entendem que, a PAZ e não a GUERRA, é o único caminho para a preservação da própria humanidade. E que cada um de nós simples mortais, sejamos os “soldados da paz”, que saibamos fortalece-la a partir de nossa casa, do nosso ambiente de trabalho, nas ruas, escolas, seja onde for. Como prega a sabedoria popular – a PAZ, é a gente que FAZ.

Sonia Maria

Meu nome é Sonia Maria, sou carioca, com muito orgulho, advogada, empresária. Nas horas vagas adoro ler bons livros, dançar, viajar, namorar. E sou uma pessoa bastante obstinada, sei ser paciente, aliás, a paciência, é fundamental para que não desistamos dos nossos objetivos.