Travelcast #01: Viajando de carro em direção ao Sul

E lá vamos nós estrada afora, para descobrirmos eu, Juan e Mauro (àquele que diz : “só dirijo”), as maravilhas de uma parte deste amado Brasil. A primeira surpresa, veio por conta da ideia de evitarmos trafegar pela Regis Bittencourt, por questões de segurança. Confira a nossa viagem!

Fonte da imagem: Sonia Ideias

Pois bem, ao seguirmos em direção à Sorocaba, nos deparamos com uma estrada, onde se descortinava uma paisagem deslumbrante, ao longo da mesma, sítios e fazendas aonde víamos belos pastos e animais bem cuidados.

E, ao anoitecer, nos deparamos com um portal com a inscrição “Bem-Vindos a Apiaí”, neste local havia uma patrulha e, ao pedirmos aos policiais (super gentis), se poderiam indicar um local para pernoite, estes, ao invés da indicação solicitada, nos “escoltaram” até um hotel, Gold Inn onde fomos recebidos por pessoas super de bem com a vida, com aquele ar tipo: “que bom que vocês vieram”.

Fonte da imagem: Sonia Ideias

A cidade, interior de São Paulo, possui belos pontos turísticos, sendo o de maior destaque, as cavernas de estalactite, visitadas por turistas nacionais e estrangeiros, orgulho dos seus habitantes. Depois, rumo a Curitiba, conhecida como “cidade modelo”, mas que nos deixou um pouco decepcionados, pois, seus restaurantes (prática estranha para uma “cidade modelo”), encerram as atividades às 15:00 horas e, como ficam os viajantes que querem saciar a fome após esse horário, só lhes resta esperar pelo jantar.

Porém, eu e minha turminha, resolvemos arriscar e, com uma tremenda cara de pau, “invadimos”uma cantina italiana, onde vencemos a resistência do dono e podemos almoçar e, o mais hilário dessa história, o Mauro, que não aprecia a culinária da “nona”, conseguiu algo inusitado: que o cozinheiro fizesse para ele, dois simplórios ovos estrelados com arroz, regado a orégano. Nos hospedamos em um hotel Tulip Inn, no bairro Santa Felicidade (eixo gastronômico).

Fonte da imagem: Sonia Ideias

Na manhã seguinte, percorremos os pontos turísticos da cidade à “bordo” de um ônibus de dois andares, bem divertido, apesar do frio e vento cortante, que dava impressão de estarmos meio congelados, recomendo o passeio, pois, nos dá uma panorâmica bem abrangente dos pontos mais interessantes, tais como: Museu Oscar Niemeyer, Ópera de Arame, Jardim Botânico, Estação Rodoferroviária, Parque Barigui e, muito mais.

Porém, vale uma observação, há que haver disponibilidade de horário, porque o passeio pode tomar mais da metade do seu dia e, a cidade é a “rainha” dos sinais de trânsito e pardais limitadores de velocidade. Então, partimos para a cidade de Lages, em Santa Catarina, mais uma agradável surpresa, obras belíssimas.

Fonte da imagem: Sonia Ideias

Grandes exemplos são: Catedral de Nossa Senhora dos Prazeres, Mesquita Islâmica, passeios para todos os estilos e vontades, até mesmo para os que gostam de adrenalina, o Adventure Park, considerado um dos maiores parques de aventura do Brasil, monumentos públicos, com esculturas que homenageiam pessoas que contribuíram para o desenvolvimento da cidade.

Recomendo, o Lages Plaza Hotel, acomodações e tratamento da melhor qualidade. E, como não poderia deixar de ser uma breve estada na bela Florianópolis, mas atenção: um problema na região de Tubarão (Porto), uma obra poderá deixar você em meio a um engarrafamento de até hora e meia, haja paciência.

A chegada a cidade de Gramado/RS, um lugar de sonho, e que todo brasileiro deve conhecer, lá a vida corre de forma ainda tranquila, povo hospitaleiro, aliás, como todo o povo do sul do país. Recomendo e dou nota máxima: o Mini Mundo, fruto do sonho de um alemão, Otto Höppner, onde todos se sentem criança e podem esquecer, por algumas horas, as agruras do mundo, é passeio obrigatório daquele tipo, imperdível.

Fonte da imagem: Sonia Ideias

Em Canela, bem colado a Gramado, o Mundo a Vapor, também é uma atração à parte, aonde na entrada vemos uma locomotiva a vapor, inclinada, que reproduz um famoso acidente ferroviário, ocorrido em Paris em 1895.

Fonte da imagem: Sonia Ideias

Além disso, temos também o Vale dos Dinossauros, o Museu da Moda, o Dreamland Museu de Cera, a Cidade de Papai Noel e, o Parque da Ferradura, com trilhas tão fantásticas, quanto desafiadoras (haja fôlego), os quatis, soltos pelo parque e donos absolutos do lugar, sem se importarem com a presença dos meros mortais, visitantes que ali estão apenas de passagem.

Fonte da imagem: Sonia Ideias

Após acabar nossa magnífica viagem, voltamos para a estrada. Dessa vez, resolvemos seguir pelo litoral em direção ao Rio de Janeiro. Durante esse percurso, ao longo da Rota do Sol, na RS/110, energia elétrica ainda sendo conduzida por postes de madeira, muitos deles escorados, prestes a cair e muitas “queimadas”, matando o verde e, muito provavelmente os animais rasteiros, indefesos, em meio a tamanha destruição.

Entretanto, acima de tudo, a paisagem ao longo das estradas, repletas de araucárias, pinheiros e todo o tipo de vegetação, os vários açudes, as imensas escarpas ao longo da Serra Geral/RS, na BR -486, Itati, de uma beleza tão escandalosamente linda, que nós dá àquela sensação de que o melhor da vida está por vir, tudo nos levando a agradecer a plenitude da vida.

Além do mais, o privilégio de poder enxergar tamanha dádiva de DEUS, nos enchendo de energia, pura magia, nos fazendo acreditar que nosso país é, realmente, um presente, do qual podemos e devemos nos orgulhar, cuidar, amar e fazer de tudo, mas absolutamente tudo, para sermos merecedores deste tesouro inestimável a ser preservado  por todas as gerações.

Nossa Rota:

Nossa Avaliação:

[wp-review]

Sonia Maria

Meu nome é Sonia Maria, sou carioca, com muito orgulho, advogada, empresária. Nas horas vagas adoro ler bons livros, dançar, viajar, namorar. E sou uma pessoa bastante obstinada, sei ser paciente, aliás, a paciência, é fundamental para que não desistamos dos nossos objetivos.