Direito, você acha que tem?

Direito, palavra usada e propalada, pela mídia, pelas pessoas, em todos os lugares.

Porém, esse “direito” que, basicamente nos é conferido, na prática, só existe para uns poucos privilegiados.

Vejamos os inúmeros exemplos de como esse, direito, é apenas uma palavra, senão vejamos: os milhares de brasileiros, que ficam em imensas filas, nos hospitais públicos, quase que implorando por uma consulta, uma cirurgia, um medicamento, mas tendo como resposta: “volta amanhã, pois, hoje, não temos vagas ou médicos, para atender”.  E o que dizer, das escolas, que sofrem com a falta de professores? E, os que buscam o “Amparo” do judiciário, por anos e anos, muitas vezes achando que, finalmente, terão seus direitos reconhecidos?

Aí, quando a pessoa, depois de anos sofrendo, quase que mendigando, pelo atendimento de algo muito necessário consegue, muitas vezes, ouve: “você teve seu direito assegurado”.  Total falta de sensibilidade, muitas vezes, vinda da pessoa que deveria ter como meta, atender o cidadão no seu mais legítimo, direito.

Por isso tudo, creio que ainda teremos muito, mas muito mesmo que lutar pelos nossos direitos, sendo principalmente, o de sermos respeitados, valorizados, quando mais não seja, pelo simples motivo que, são os nossos impostos que “sustentam”, esse país.

Entretanto, muitos querem  alegar que, nem todos, pagam impostos, mas na verdade, todos pagam, mesmo que não se deem conta, pois, basta comprar: remédios, comida, só para citar alguns exemplos, porque, ao final daquela “famosa”notinha que os caixas nos dão, ao final delas, se observarmos, veremos: “tributos” que são, IMPOSTOS, ou seja, o mais garantido dos direitos de cada brasileiro, seja direta e/ou indiretamente, é PAGAR.

Meu nome é Sonia Maria, sou carioca, com muito orgulho, advogada, empresária. Nas horas vagas adoro ler bons livros, dançar, viajar, namorar. E sou uma pessoa bastante obstinada, sei ser paciente, aliás, a paciência, é fundamental para que não desistamos dos nossos objetivos.