Uma reflexão e lição de vida

A vida, muitas vezes, nos coloca diante de acontecimentos que servem como um inesperado e fortíssimo choque de realidade, tão forte, que ficam gravados na memória, por muito tempo. Na sexta-feira da semana passada, parei no calçadão, para conversar com um gari gente boa, perto de um desses coletores de lixo grande, quando repentinamente, um homem (parecendo morador de rua), abriu o coletor se debruçou sobre ele, parecendo que iria pegar latinhas vazias para vender, como já vimos outras. Porém, para nossa surpresa, quando levantou a cabeça, vimos que estava comendo….restos de comida.

E, antes que pudéssemos reagir e oferecer comida a ele, saiu quase correndo, catando outros latões mais a frente. Ficamos os três ali parados, chocados, sem acreditar no que víamos. Depois desse fato tão triste, quanto deprimente, você que lê esse artigo, me responda: se tem saúde, comida na mesa, um teto para abrigá-lo mesmo que, no momento, esteja desempregado, tem coragem de reclamar? Então meus caros leitores, por mais difícil que possa ser, vamos exercitar o hábito de agradecer.

Bem a gratidão um hábito que deve fazer parte diária de nossa vida, fácil não e, mas e fundamental para nos sentirmos mais fortes e conseguirmos encontrar caminhos que nos levem a sermos pessoas melhores e criarmos um mundo onde a PAZ, a LUZ e, o AMOR, façam parte do nosso dia a dia. O hábito de reclamar deve ser combatido, pois, significa, clamar duas vezes por um fato ruim.

Ao contrário, a gratidão, nos faz ver que mesmo por trás de algo ruim, haverá algo de bom que podemos, a princípio, não enxergar, mas que adiante conseguiremos ver e, entender. Posso dar um exemplo do que estou dizendo: hoje, quando iniciei minha caminhada, tropecei e levei um baita tombo, mas o parecia ser ruim, se revelou em algo bom, porque o bendito tombo, me fez “desistir” da caminhada, voltar para casa e com isso, ligar para uma pessoa, antes do que pretendia, resultando na solução de um problema o que me deixou muito feliz.

Convido a todos a exercer, o doce ofício da GRATIDÃO.

Sonia Maria

Meu nome é Sonia Maria, sou carioca, com muito orgulho, advogada, empresária. Nas horas vagas adoro ler bons livros, dançar, viajar, namorar. E sou uma pessoa bastante obstinada, sei ser paciente, aliás, a paciência, é fundamental para que não desistamos dos nossos objetivos.